Sobre…

Thais GualbertoEconomista graduada com Magna cum Laude em 2013 pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec-RJ), comecei a escrever meu primeiro romance, Centelha, aos 13 anos, em 2005. Concluí a escrita deste em 2007, porém, como era ainda muito jovem, revisei-o em 2011 e agora faço uma segunda e, espero, definitiva revisão no volume, que já conta com 2 sequências (1 concluído mas pendente de revisão e o seguinte sendo escrito). Desenvolvo, paralelamente a estes, outras 4 histórias, que ainda estão estágios iniciais de desenvolvimento, e, ocasionalmente escrevo contos e crônicas.

Como escritora, tenho como maiores referências “E o Vento Levou“, de Margaret Mitchell; “Pássaros Feridos” de Colleen McCoullough e as obras de Barbara Taylor Bradford (sobretudo a Saga dos Harte, iniciada em “Uma Mulher de Fibra“), Agatha Christie, Tess Gerritsen (thrillers) e Sophie Kinsella (comédia). Mas o que em geral mais me inspira (e muitas vezes de maneira imediata) é a música, de modo que muitas vezes pretendo divulgar aqui músicas que me auxiliaram na concepção de cenas, descrições e sobretudo no tom emocional de diversos momentos dos meus escritos.

Sou uma apreciadora da beleza clássica e da feminilidade, sobretudo da feminilidade dos anos 50. Batom vermelho, unhas vermelhas, saltos… INDISPENSÁVEIS! Sou apegada a descrições e gosto de desenhar minhas personagens, montar sets no Polyvore e álbuns de referência no Pinterest.

Como economista e como indivíduo sou Liberal & Conservadora; acredito nas liberdades individuais, no estado de direito, na livre iniciativa, no estado mínimo e na meritocracia. Utopiais não me servem, nem nunca me serviram (sobretudo as vermelhas) – toda vez que a humanidade tentou colocar alguma em prática, milhões de vidas foram sacrificadas em nome do dito “mundo mais justo”. E dane-se se isso não é politicamente correto na atual conjuntura. Aliás, amo política, embora esse não seja um tema a respeito do qual discorrerei aqui.

So… This is me…

0 thoughts on “Sobre…

  1. Thaís, você escreve muito bem. Me remete um pouco às irmãs Brontë em alguns contos. Parabéns. Se um dia tiver interesse, gostaria de publicar um conto seu no meu blog.
    Um beijo enorme
    Alex do Lendo Muito.




    0
  2. “Como economista e como indivíduo sou Liberal & Conservadora” –> Opa! Não sou o único no mundo! E apesar de não trabalhar na área, fui cara-de-pau ao ponto de fazer um pós em Engenharia Econômica e Financeira… rs.




    0

Comente!