Extranjera/Foreigner – Parte II

Primeira parte de Extranjera/Foreigner Eu então tinha 16 anos. Como a maioria das garotas que comigo estudava, tinha o cabelo bastante comprido, mais precisamente tocando o meio da cintura. Loiro, farto, liso, brilhante. Regularmente, aparava as pontas e também a franja, que na época usava reta, tal como o restante Continue Lendo…

0656d083c5a13fc54f04dc13214139cb

Revival ’86

Para quem já me conhece, sou economista formada pelo Ibmec-RJ e escritora nas horas vagas desde meus treze anos (mais precisamente, desde dezembro de 2005). Esta é a primeira vez que me empenho em escrever um conto, ainda que eu não tenha certeza de que posso chamar isso realmente de conto. Continue Lendo…